Trabalho de meditação (reposição de notas) – Pillar Benedetti Vasconcellos Luz – Turma 2204 – 2º ano – Professora Claudiah Rato.

Entrevista Camila Bladanzi

A prática da meditação em colégios é pouco conhecida, mas quem conhece e pratica, aprova. Depois de uma sessão de meditação, assistir aula fica mais fácil, mais leve, sua respiração melhora, seu pensamento fica mais claro e a sua paciência então… É incomparável. Mas se engana quem pensa que meditar é fácil. Exige prática, talvez até certo costume. Conseguir atingir a concentração que lhe é passada, não se apegar a nada que passa pela sua cabeça e limpar os pensamentos não são pra qualquer um. Depois de dois anos praticando meditação no Colégio Pedro II da unidade Humaitá II com a professora Claudiah Rato, o meu conceito sobre meditação mudou. Nunca acreditei em relaxamento completo, toda essa história de ligação da mente com o corpo… Mas praticando a meditação isso foi ficando cada vez mais visível para mim, e hoje em dia eu valorizo muito as aulas, gosto de ir e aperfeiçoar cada vez mais essa prática que vem sendo melhor a cada dia para o meu eu pessoal. A seguir seguem três entrevistas com alunos também da professora Claudiah:

 

Luca Zingali – turma 2204:

 – Luca, primeiramente, você autoriza a divulgação desse áudio para o site da meditação na educação?

 – O áudio não, mas a transcrição pode botar no site.

 – Então tá bom. Por que você se inscreveu na meditação?

 – Porque era o melhor horário que tinha pra mim.

 – E você tinha alguma expectativa com relação a ela?

 – Hmmm… Não. Eu não sabia muito bem o que esperar.

 – E você acha o que sobre isso? Foi melhor do que você esperava ou foi pior do que você esperava?

 – Foi melhor.

 – E você acha que com a greve, com as férias, com esse período todo que a gente ficou parado, sem fazer aula de meditação, mesmo com isso tudo, você acha que a meditação trouxe algum benefício pra você esse ano?

 – Ela me ajudou a relaxar um pouco, durante as aulas, que é um período muito estressante, às vezes.

Felipe Zingali – turma 2204:

 – Eu to aqui com Felipe Zingali, que é aluno da Claudiah também e Felipe, você autoriza a divulgação desse áudio para o site meditação na educação?

 – Sim.

 – Então, quando você se inscreveu pra meditação, por que você escolheu meditação?

 – Porque era o horário que batia melhor com meu horário.

 – E você tinha alguma expectativa? Você esperava muita coisa?

 – Não, eu não esperava muita coisa não, eu achava que ia ser normal.

 – E foi melhor ou pior do que “normal”?

 – Foi um pouquinho melhor do que o normal.

 – E você acha que com a greve, com as férias, com esse período todo que a gente ficou parado, sem fazer aula de meditação, mesmo com isso tudo, você acha que a meditação trouxe algum benefício pra sua vida?

 – Um pouquinho só, talvez.

 – Quais benefícios?

 – Ah, sei lá. Um relaxamento, uma dormida assim.

 

Entrevista – Camila Baldanzi turma 2204:

 

– Eu to aqui com a aluna Camila Baldanzi, ela é da turma 2204, faz meditação de manhã com a professora Claudiah também.

 – Primeiramente, você autoriza a divulgação desse áudio para o site da meditação na educação?

 – Autorizo.

 – E agora, me diz uma coisa, por que você escolheu a meditação?

 – Por causa do horário, não tinha nenhum outro horário que fosse mais confortável pra mim e as outras opções que tinha eu definitivamente não quis fazer, então era o mais prático.

 – E você tinha alguma expectativa em cima da meditação?

 – Não, nenhuma.

 – E você se surpreendeu quando você teve aula ou foi normal?

 – No inicio foi normal, mas no final acabei até me surpreendendo. Comecei a ter mais facilidade pra relaxar.

 – E você acha que com a greve, com as férias, com esse período todo que a gente ficou parado, sem fazer aula de meditação, mesmo com isso tudo, você acha que a meditação trouxe algum benefício pra você esse ano?

 – Sim… Provavelmente menos do que se não tivesse tido a greve, mas eu tenho conseguido ficar mais tranquila e relaxar com mais facilidade.

Posso concluir que, assim como eu, poucas pessoas esperavam algo, ou melhor, sabiam do que se tratava meditação. A prática da meditação não é comum entre os jovens e a oportunidade cedida pelo Colégio Pedro II, disponibilizando uma profissional para nos apresentar essa prática, é, sem sombra de dúvidas, uma excelente oportunidade. Meditação é uma prática excelente e não tem faixa etária, e a tendência é que essa prática se espalhe cada vez mais, e seus resultados são positivos, mais para uns, menos para outros.