Espirito, Espiritualidade e Alma

     Religião (do latim religare, significando religação com o divino) é um conjunto de sistemas culturais e de crenças, além de visões de mundo, que estabelece os símbolos que relacionam a humanidade com a espiritualidade e os valores morais. Muitas religiões têm narrativas, símbolos, tradições e histórias sagradas que se destinam a dar sentido à vida ou explicar a sua origem e do universo. As religiões tendem a derivar a moralidade, a ética, as leis religiosas ou um estilo de vida preferido de suas ideias sobre o cosmos e a natureza humana.

   O Espiritualismo é uma doutrina filosófica que admite a existência de Deus, de forças universais e da Alma, com a visão de que existem milhares de coisas abstratas. É o contrário de materialismo, que só admite a existência da matéria. A religião espiritualista tem como dogma principal a crença na reencarnação, assim como a Umbanda e o Kardecismo, que fazem parte do espiritualismo em si. O espiritualismo, dependendo da parte geográfica onde ela é professada, pode ser difenciado. Da África nos veio as religiões Umbandistas, provenientes do Candomblé, da França nos veio o Kardecismo, de Alan Kardec, a grande diferença entre essas formas de espiritualismo é que as religiões africanas usam muitos elementos pagães, tais como sacrifícios de animais, oferenda de alimentos, que são vulgarmente conhecidos como “macumba”. Com o advento do kardecismo, pessoas que acreditavam no espiritismo mas que não concordavam com o primitivismo do candomblé, puderam seguir a religião espírita abolindo tais práticas.

A Igreja Católica não pensa como uma Igreja entre outras mas como sendo “A Igreja” estabelecida por Deus para salvar todos os homens. Esta ideia é visível logo no seu nome: o termo “católico” significa universal em grego. Ela elaborou sua doutrina ao longo dos concílios a partir da Bíblia, comentados pelos Pais e pelos doutores da Igreja. Ela propõe uma vida espiritual e uma regra de vida aos seus fiéis inspirada no Evangelho e definidas de maneira precisa. Regida pelo Código de Direito Canónico, ela se compõe, além da sua muita bem conhecida hierarquia ascendente que vai desde do simples diácono ao supremo Papa, de vários movimentos apostólicos, que comportam notadamente as ordens religiosas, os institutos seculares e uma ampla diversidade de organizações e movimentos de leigos. Ao contrário do espiritualismo, não acretida que possam haver várias vidas para um mesmo ser, e tem como dogma a crença na Divina Trindade, que é o Pai, o Filho e o Espírito Santo, colocando a mãe de Jesus, Maria, tendo como concebido Jesus sem a participação de um homem terreno, neste caso seu marido José.

A Igreja Evangélica tem como dogma exatamente o contrário da Igreja Católica, não acreditando na virgindade de Maria, o que faz com que os evangélicos abominem a idéia de Maria como uma santidade, ou seja, para eles não existe o conceito de Nossa Senhora. A Igreja Evangélica no Brasil, se desvirtuou com o aparecimento de mais de 100 seitas diferentes, todas se denominando Igreja Evangélica.

A igreja da Nova Era é um misto de crenças,  a principal Lei ou Crença da Nova Era é a Reencarnação e o Carma. A Nova Era tem a doutrina espiritualista – hinduísta da reencarnação através da qual crêem que os homens evoluem, e juntamente com esta doutrina, crêem em ‘bom’ ou ‘mau’ carma. Bom carma é o resultado e conseqüência de bons atos feitos nas vidas passadas, e ou presentes, mau carma é o resultado e conseqüência de maus atos feitos em vidas passadas e ou presentes.   A Nova era usa de visões e visualizações para alcançar seus objetivos e para receber iluminação e direção. Os newerenges seguem ‘seus corações’, sua intuição, usam a visualização para alcançar seus objetivos, acreditam que tudo o que criarem no mundo astral se materializará. Usam todo tipo de visão e visualização para endossar suas crenças. O uso do terceiro olho é muito natural para saber o que os outros estão sentido, pensando ou fazendo, aqui entra também a adivinhação. Esta é uma religião que não crê na existência de pecados, pois diz que pecado é ignorância apenas falta de conhecimento, o que existe, são erros  e não pecados, isto devido a má criação, meio ambiente, carmas, etc e também procura poder ‘cósmico’ ou esotérico, para solucionar os problemas do homem. Os adeptos da nova era estão a busca de poder e  conhecimento, por isto vendem tantos livros de auto-ajuda, esoterismo, espiritismo, religiões orientais, artes marciais, entre outros, a busca é solucionar os seu problemas por si próprios, autodesenvolvimento, auto-aperfeiçoamento, etc. Crêem que existe dentro de todo homem a capacidade divina de resolver seus problemas.

Os termos Alma, Espirito e Espiritualidade são conceituados da seguinte forma nas determinadas religiões:

  • Alma é a energia imperecível que vivifica o corpo e que é considerada eterna, em todas as religiões.


  • Espírito, na concepção dos espiritualistas, é a parte perecível da alma, que geralmente permanece ligado ao corpo físico enquanto somos vivos.


  • Espiritualidade é inerente a todas as religiões e significa crença maior. Trabalhar a espiritualidade é o que permite a um ser humano se tornar uma pessoa melhor, mais sensível e respeitadora dos valores humanos.

Na minha opinião, o importante das religiões, seja ela qual for, é dar as pessoas a oportunidade de crescer espiritualmente e encontrar Deus, seja ele apenas uma energia ou uma pessoa. O importante é crescermos e aprendermos conosco mesmos e termos fé em alguma coisa, pois a unica coisa que temos certeza é que há algo a mais do que a vida terrena.

Bibliografia:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Cat%C3%B3lica 00:23 Dia 20/11/11

http://pt.wikipedia.org/wiki/Espiritualismo 00:04 26/11/11

http://solascriptura-tt.org/Seitas/Pentecostalismo/ExpondoConexaoNeoPentecostalismoNovaEra-TSanches.htm 23:55 26/11/11

Entrevista com Nancy.