TAREFA VIDEO AULA 3 – MORIN E A MLE® Respondam todos nesta conversa! Clique aqui!

Esta conversa contém respostas, possui 14 pessoas e foi atualizada pela última vez por Claudiah Claudiah 6 meses, 3 semanas atrás.

  • Autor
    Posts
  • #2124
    Claudiah
    Claudiah
    Mestre

    Você chegou até aqui pela página que te enviei com as tarefas. A primeira tarefa é: – explique porque usamos durante toda a aula um diagrama que possui um centro e vários outros balões em volta. O que esse formato representa?

    Na mesma resposta, explique cada conteúdo do diagrama apresentado.

    • Esta conversa foi modificada 7 meses atrás por Claudiah Claudiah.
    • Esta conversa foi modificada 7 meses atrás por Claudiah Claudiah.
  • #2132
    marinagon
    marinagon
    Participante

    Durante esta vídeo aula na verdade foram utilizados vários diagramas com um centro e balões em volta. Pelo que entendi esse formato representa o princípio hologramático, que segundo as palavras ditas: “Assim como um holograma, cada parte contém praticamente a totalidade do objeto representado. Em qualquer organização complexa, não só a parte está no todo, mas também o todo está na parte.”

    Um holograma são aquelas imagens 3D, produzidas a partir de uma fonte de luz, lentes, espelhos e objeto. Honestamente, algo bastante complexo pra mim. Meu entendimento sobre a razão de ser dos diagramas utilizados se complementa com os vídeos anteriores, do homem máquina e dos paradigmas educacionais. Penso um novo paradigma transcendendo as barreiras das disciplinas, a partir de uma visão holística do ser humano e do mundo, na qual os saberes e as informações estão interligados e dialogam o tempo todo, assim como as partes do diagrama. Por mais que haja um centro, ele não existe sem as partes, que por sua vez não têm sentido algum sem as outras partes e por aí vai. Gosto quando se fala de “educação emocional”, pois tecnicamente ela não está presente em nenhuma disciplina. (Embora puxando uma sardinha pra educação física ela está presente sim, mas infelizmente somente nessas situações de violência e agressividade comumente vivenciadas na prática dos esportes, que trazem a emoção à flor da pele. E nessas situações extremas são necessárias abordagens de uma educação emocional. Porém isso também depende dx professorx em questão e é apenas a ponta de um iceberg. No caso, é como atacar um sintoma e não a raiz do problema.)

    Diante de todos os diagramas apresentados, não sei qual devemos explicar os conteúdos nessa resposta.

    • Eta resposta foi modificada 7 meses atrás por marinagon marinagon. Motivo: Erro de digitação/concordância
  • #2136
    Claudiah
    Claudiah
    Mestre

    Olá Marina, ótimo que tenha conseguido perceber que aqui é o lugar onde escreve a sua reposta assim todos responderão na mesma conversa criando uma sala sobre esse tema. O diagrama a ser descrito está na mesma página que enviei com o vídeo. Role a página para baixo e verá o diagrama. Aqui não tenho como colar a imagem. Comentaremos todas as respostas ao vivo na oficina para esclarecermos tudo a todos. Obrigada.

  • #2137
    marinagon
    marinagon
    Participante

    AH! Acabei de receber o e-mail que direciona para a vídeo aula 3 e lá deixa bem claro sobre qual diagrama devemos explicar. HEHE. Então lá vai!

    Pelo que entendi o diagrama em questão fala sobre a aplicabilidade da MLE em suas várias vertentes nas quais nós seremos, após a conclusão do curso, atorxs, construtorxs, protagonistas e participantes.

    Relação professorx X alunx: A meditação transforma as pessoas. Então o fato de meditarmos juntos com nossxs alunxs transformará nossa relação com elxs.
    Regulação emocional (neurociência): É a base científica, a fundamentação teórica ocidental para a prática da meditação. Tal como uma “justificativa”.
    Função social/ética: Muito se fala na escola sobre os “valores”, em um tom de lamentação de que “os valores estão perdidos, precisamos resgatar os valores…” Pois bem, assim como a Claudiah, eu também não acredito que isso se dará através de uma aula expositiva na qual falaremos sobre respeito, solidariedade, honestidade, etc. Porém a experiência da meditação, ao colocar xs alunxs em contato consigo mesmxs, naturalmente fará o resgate desses saudosos valores.
    Ferramenta de uma pedagogia emocional/FORUM: O FORUM nesse site, assim como os seminários funcionam como uma formação continuada, na qual, ao relatar nossas experiências de aplicação da MLE damos força a esse movimento e a nossos colegas.
    Preenchendo a lacuna de uma educação emocional: É como se as emoções tivessem sido retiradas do currículo escolar (se é que alguma vez já estiveram…) e a nossa prática da MLE irá fazer esse resgate da educação emocional dentro da escola.

    Resumindo, foi o que entendi disso tudo!

    • Esta resposta foi modificada 6 meses, 4 semanas atrás por marinagon marinagon.
  • #2139
    Flavia Dart
    Flavia Dart
    Participante

    O círculo em geral significa totalidade, em muitas culturas. Então creio que a ideia aqui seria trabalhar o ser humano de modo completo, através da educação emocional do professor e do aluno.Isso se daria pela Meditação Laica, pois através dela não trabalhamos com as ações conscientes (saber o que é certo), mas com o aprendizado não linear e interior(aprender o que é certo interiormente e reproduzi-lo.).
    Relação Interpessoal – “ajuste” da relação interpessoal entre o professor e seus alunos, entre os alunos e eles mesmos através da Meditação Laica.
    Regulação Emocional – de fato as emoções andam desreguladas no ambiente escolar, pois quando não há espaço para a expressão delas, há a revolta da “sombra”, então a MLE forneceria esse momento calmo e propício para a expressão da emoção.
    Função Social – pela interiorização que a MLE proporciona, haveria um aflorar de uma nova maneira de ver o mundo, mais próxima do ser, mais próxima do coletivo também.
    Pedagogia Emocional – No caso, aqui e também em sala estaremos aflorando nossos sujeitos cognocentes, para a construção coletiva da MLE.
    Preenchendo a Lacuna da Educação Emocional – A MLE proporcionaria o preenchimento desta lacuna, que se perbermos bem todos nós temos, não é só nosso aluno. Nós fomos educados em escolas em que a emoção não era bem vinda e os conteúdos aprendidos corretamente eram louvados.

    • Eta resposta foi modificada 6 meses, 4 semanas atrás por Flavia Dart Flavia Dart. Motivo: escrever o que faltou da primeira postagem, rs
  • #2142

    O círculo que existe no centro tem uma forte relação com os demais que estão à sua volta. O círculo central representa o aluno, que é o sujeito da ação pedagógica. Peça chave central do processo de ensino aprendizagem. Os outros círculos representam as estratégias pedagógicas para que o aluno consiga atingir o equilíbrio emocional.
    Relação interpessoal professor aluno: A MLE ajudará tanto o aluno quanto o professor a terem uma relação mais harmoniosa e diminuirá os conflitos. Aluno e professor ficam equilibrados emocionalmente.
    Regulação Emocional: A MLE ajudará o aluno e o professor a terem equilíbrio emocional.
    Função Social desenvolvendo a ética no comportamento: Através do equilíbrio emocional, a nossa função social melhora significativamente e nos ajuda a agir de eticamente. Passamos a enxergar o outro de uma forma diferente, respeitando as diferenças e sendo mais solidários e amorosos em nossas relações sociais.
    Preenchendo a lacuna de uma educação emocional: A escola atual não ensina o aluno a equilibrar as suas emoções. Por isso existem tantos conflitos nas instituições escolares.
    Como ferramenta de uma pedagogia emocional: O fórum é um espaço de troca de experiências. Poderemos relatar o que aconteceu na nossa sala de aula quando aplicamos a MLE.
    Meditação Laica Educacional: técnica de meditação baseada no pensamento complexo de Edgar Morin que ensina o aluno a construir o seu conhecimento.

  • #2151
    Lu Fernandes
    Lu Fernandes
    Participante

    Boa tarde a todxs!
    Vejo os círculos de forma 3D, como esferas que se interrelacionam. Me remete à ideia de rede, de integralidade, complexidade, conforme aponta Morin. Assim, todos os conteúdos mencionados interagem entre si, dialogam, integram-se. Com relação a cada um:
    Relação Interpessoal – esta prática nos convida a nos lançarmos ao contato com o outro, de forma mais autêntica, aberta, genuína, humana; deixar fluir essa troca, inicialmente entre professorxs e alunxs, mas creio que há uma tendência a tal dinâmica ganhar força em outras instâncias relacionais, nos diferentes contextos da vida.
    Regulação Emocional (Neurociência)– entendo como a ciência ocidental reconhecendo esta prática enquanto atuante também no aspecto emocional dos sujeitos (tal como esta mesma ciência o entende).
    Função Social/Ética no comportamento – creio ser um espaço propiciador de encontros “internos”, transbordando e estendendo-se ao “outro”, ao “externo”, o que culmina num olhar mais empático, solidário, humano.
    Pedagogia Emocional – a perspectiva deste trabalho considera os sujeitos em sua integralidade, em sua complexidade, incluindo assim todos os aspectos de sua existência, em sua humanidade.
    Preenchendo a Lacuna da Educação Emocional – ao contemplar aspectos desconsiderados até então, inclusive nos processos educativos, conforme dito acima.

  • #2156
    Ana Paula Batista
    Ana Paula Batista
    Participante

    Boa Noite !
    O diagrama representa as dimensões que se conectam para constituir a perspectiva do trabalho da Meditação Laica Educacional. A perspectiva contempla varias facetas de ação e que juntas, relaciona-se provocando a materialidade da proposta educacional. São elas :
    Relação Interpessoal – aquela em que os sujeitos conectam-se e se reconhecem como pertencente aquele ambiente e que juntos por meio da relação social, a partir da pratica da meditação, constroem conhecimentos e transformações sobre si mesmos e os outros.
    Educação Emocional – Aquela em que na regulação das emoções, a pessoa torna-se capaz de analisar as situações e tomar decisões de live arbítrio e que sejam benéfica para si e para os outros.
    Regulação Emocional /Neurociência – Aporte teórico que explica as relações das estruturas do cérebro que envolvem que se mobilizam para a regulação emocional.
    Lacuna de uma educação emocional – A influencia racionalista na Educação trouxe para as praticas educacionais a negação da emoção na tomada de decisão e nos processos de aprendizagem. No entanto , com advento das pesquisas na área da Educação e da neurociência , descobre-se que toda a nossa ação é conduzida por um estado emocional e que se faz necessário conhecer esses estados emocionais e identificar sua natureza na construção da relação social paraque por meio da pratica meditativa transforma-los.
    Função social e desenvolvimento da ética – Nessa perspectiva conhecer a si mesmo e o outro na busca por uma relação de conexão entre as semelhanças e as diferenças há o desenvolvimento de uma noção de bem comum e das atitudes que envolvem considerar diversos fatores de convivência e tomada de decisão, desse modo a dimensão ética se faz presente e a função social dos sujeitos torna-se significativa e transformadora da sociedade.
    Fórum – Ferramenta de conexão das pessoas empenhadas nas trocas de experiencias e produção de conhecimento.

  • #2157
    Sylvia
    Sylvia
    Participante

    Olá!
    O diagrama nos permite visualizar os aspectos que são diretamente e, penso, concomitantemente influenciados a partir da prática da Meditação Laica Educacional.
    A REGULAÇÃO EMOCIONAL, que vem sendo amplamente estudada e comprovada cientificamente a partir de estudos com meditantes das mais diversas tradições em meditação, igualmente se mostra eficaz com a Meditação laica, tendo em vista que os princípios devam ser os mesmos. Então, um maior equilíbrio no campo das emoções, das reações, tanto em alunos quanto em professores, é conquistado.
    Sendo assim, verificamos que a meditação laica educacional é uma grande aliada, se não talvez a grande responsável pelo PREENCHIMENTO DA LACUNA EM EDUCAÇÃO EMOCIONAL, tendo em vista que discursos de convencimento junto aos alunos, via de regra mostram-se infrutíferos, permanecendo no campo da racionalidade e não envolvendo a essência do ser. Em preenchendo essa lacuna e ao pensar-se em uma PEDAGOGIA EMOCIONAL, essa não poderia prescindir da meditação, que está na base da mudança de comportamento com vistas a um harmonioso desenvolvimento das competências previstas no PPP das escolas.
    Naturalmente, em decorrência do exposto, as relações interpessoais ganham em qualidade. Respeito, solidariedade, ética, enfim, os valores emergem entre professor e aluno e, penso, entre os alunos entre si e entre a comunidade escolar como um todo.
    Penso que esse diagrama resume o forte impacto de ordem emocional e comportamental que a Meditação Laica Educacional pode oferecer com vistas a uma educação sistêmica e mais humana.

  • #2158
    Veruska
    Veruska
    Participante

    Bom dia turma!

    Através da neurociência sabemos de forma comprovada que a meditação muda não só a nossa mente, mas também a estrutura do cérebro. E se altera a estrutura, essas mudanças são percebidas e localizadas também. Essas alterações ocorrem em áreas importantes e que estão vinculadas a aprendizagem, memória, autoconsciência, compaixão e outras. A meditação reduz a ansiedade e ficamos menos reativos. Através dela é possível entender que reagir é diferente de responder. Responder envolve um maior controle emocional.
    Desenvolver uma pedagogia da emoção é buscar no dia a dia do aluno e do professor um aprendizado para desenvolver seu próprio equilíbrio emocional e sua relação interpessoal. Abre-se uma janela que possibilita ao aluno uma maior compreensão de si, do outro e do mundo.
    Através do autoconhecimento se faz a construção do conhecimento para se chegar à realidade que o cerca. Dando ao aluno a possibilidade de construir seu próprio conhecimento com mais autonomia. A construção desse conhecimento não se dá somente no espaço acadêmico, mas no seu contexto onde todas as suas dimensões coabitam.
    Transitar nesse universo do autoconhecimento através da meditação, naturalmente altera a forma condicionada de pensar e amplia a atenção, que é fundamental para saber o que é importante e o que distrai. Refinando as escolhas.
    Toda essa vivência vai preencher essa lacuna da educação emocional que não é considerada em nenhum momento da vida acadêmica. Sendo de extrema importância, pois as emoções determinam a qualidade da vida de uma pessoa.

    Abraços!
    Até sábado!

  • #2164

    Esse formato representa o Princípio Hologramático,a parte está no todo mas o todo está nas partes.
    A meditação laica é a chave de todos os princípios,onde coloca o aluno como o construtor do conhecimento.
    A neurociência comprova como as inteligências são despertadas com a centelha do afeto e do amor.
    O autoconhecimento favorece uma relação respeitosa entre o professor e o aluno,preenche a lacuna de uma educação emocional,o que transforma a sala de aula num ambiente acolhedor,com ética social,solidariedade e criatividade.Os alunos são protagonistas do seu saber,e o professor,o facilitador,nessa caminhada educacional acolhedora.

  • #2166

    O diagrama representa a totalidade, que se efetiva através da relação entre os círculos e o diagrama. A proposta de MLE é a de proporcionar, a luz do pensamento complexo, uma nova maneira de iluminar , de forma conveniente e observatória, a origem de fenômenos relacionados aos padrões comportamentais e atitudinais do aluno.

    Relação Interpessoal – O relacionamento interpessoal implica uma relação social, ou seja, um conjunto de normas comportamentais que orientam as interações entre membros. O conteúdo de um relacionamento interpessoal pode ser de vários níveis e envolver diferentes sentimentos como o amor, compaixão, amizade, etc.

    Regulação emocional – Refere-se ainda à capacidade de compreender e aceitar sua experiência emocional de modo a utilizar estratégias saudáveis para manejar as emoções quando necessário.

    Função Social e ética – Lugar onde se favorece a internalizações, onde se transmuta sensações e sentimentos que podem ser compartilhados externamente, modificando o ambiente o tornando mais favorável a compaixão e a empatia.

    Pedagogia emocional – De maneira resumida é o relacionamento de todos esses conteudos anteriores. É sentir para aprender.

  • #2167
    Geiza
    Geiza
    Participante

    A imagem coloca a meditação laica como o meio mais adequado para a conquista de diferentes objetivos no processo ensino-aprendizagem. Como uma ferramenta que pode proporcionar falas, atitudes, mudanças de posturas em sala de aula, ampliação de saberes.

  • #2168
    Tatiane Franco
    Tatiane Franco
    Participante

    Boa noite, entendi o diagrama como um conjunto de conhecimentos diretamente relacionados à meditação laica educacional que nos proporciona uma nova pedagogia. Uma pedagogia emocional em que a individualidade de cada aluno é respeitada e a criatividade dele é desenvolvida.

    Relação interpessoal – Entendi que, conhecendo a individualidade de cada um, a relação professor/aluno se estreita. E a partir deste estreitamento a aprendizagem se desenvolve em conjunto.
    Relação emocional – Comprova os benefícios da meditação no que se refere à concentração, ao autoconhecimento, à consciência do sujeito como senhor do conhecimento.
    Função social desenvolvendo a ética no comportamento – Desenvolver através da meditação as noções de solidariedade e respeito. trazendo uma mudança no comportamento do aluno.
    Fórum como ferramenta de uma pedagogia emocional – Troca de experiências entre os professores. Essa troca é fundamental para o crescimento do conhecimento, pois através das experiências alheias nos tornamos mais seguros em nossas práticas.

  • #2177
    Alexandre Spiguel
    Alexandre Spiguel
    Participante

    Olá!
    Como modelo alternativo ao sistema clássico de ensino, que como colocado pelos vídeos anteriores, mais engessam do que estimulam ao aprendizado no momento que põe o “conhecimento” em detrimento do ser, do indivíduo. Aplicando o postulado de Morin – com a proposta do Pensamento Complexo na qual surge o ser cognoscente, aquele que é capaz de criar seu próprio conhecimento – que utiliza a Meditação Laica como um dos caminhos para a criação deste no ser, além de outras abordagens multidimensionais, entende-se ser possível uma educação que favoreça a um mundo, mais justo e com seres mais equilibrados, visando a sustentabilidade da espécie humana e do planeta.
    Muito interessante!!! Funciona com adultos? Até logo.
    Alexandre

  • #2178
    lux maia
    lux maia
    Participante

    A dança entre Yin e Yang

    O contexto não é o dos melhores. O sistema de ensino domestica e anestesia as pessoas a ponto de matar a capacidade de pensa diferente; ele nos estimula fazermos escolhas perdidos e confusos pelas trevas do intelecto e das emoções incompreendidas. Dado isto, entende-se que a luz e a criatividade não virão deste próprio sistema, virão sim de dentro pra fora.

    Para fomentar a força interior sem entrar em esferas espirituais, é necessária uma mudança muito básica na forma como compreendemos o mundo, lidamos com o conhecimento e com o desenvolvimento humano.

    Para essa mudança, a MLE tem uma sacada: estimular o desenvolvimento de habilidades internas do autoconhecimento e da gestão adequada da atenção, da memória e das emoções. Assim, as pessoas terão condições para desenvolver sua força interna superar a força que vem de fora; serão capazes também de atingir os objetivos educacionais internacionais e nacionais, quais seja desenvolver múltiplas competências e aplicá-las no mundo.

    MLE e os princípios da Complexidade. A MLE é baseada completamente nos princípios da complexidade de Morin e não apenas teoricamente: a prática da meditação já é a aplicação dos princípios.

    Por exemplo:

      A Retroatividade rompe com a Linearidade e fomenta a Divergência;
      A Retroalimentação rompe com a imposição de programas desatualizados ou descontextualizados, pois gera um caminho de diálogo com os alunos. O erro do aluno ou a crítica construtiva dele passa a ser um parâmetro para o professor aprimorar o plano de aula para tal grupo. A retroalimentação favorece a Auto-organização do grupo.

    Outra coisa interessante foi que a prática da meditação no começo da aula já promove a conexão sistêmica entre aqueles ali envolvidos.

    • #2179
      lux maia
      lux maia
      Participante

      Depois que elaborei este texto que lia a tarefa ali em cima. Depois posto a resposta certa.

  • #2180
    Claudiah
    Claudiah
    Mestre

    Lux, sua resposta está perfeita. Lembra não há erro na resposta de um aluno ou de um professor meditador laico. Sua resposta é conteúdo rico para nossas aulas. Apenas amplie sua resposta para acrescentar sua referência ao tema pedido acima. 🙂

Você deve fazer login para responder a esta conversa.